Atração Conversão Editorial Posicionamento Relacionamento Vendas

Como montar um plano de conteúdo de qualidade

plano de conteudo

Qualidade acima de quantidade! A velha dica para estratégias de inbound marketing continua em alta e foi um dos conselhos dados por Alicia Rodriguez, estrategista da SEMrush, para quem acompanhou sua palestra no terceiro dia do RD Summit 2017. Parece simples, mas montar um plano de conteúdo ainda é um grande desafio para muitas empresas. O segredo principal ainda está no planejamento, veja só:

Construindo um bom plano de conteúdo

Uma estratégia de inbound marketing começa com definição de fundamentos e objetivos. A base da estratégia está na produção de conteúdo, que é o que Alicia considera “o cimento que estrutura toda a construção do marketing digital”. Estrategista de conteúdo na SEMrush Espanha/LATAM e fundadora da SoMeChatES, ela compara a elaboração de um plano de conteúdo com a construção de uma casa.

Comece pensando nas suas necessidades. Qual a finalidade da casa que pretendo construir? Vou morar nela, alugar, sediar minha empresa? É mais indicado construir um modelo mais simples ou pensar em um arranha-céu?

Se sua empresa tem estrutura e condições financeiras para construir um prédio de muitos andares – ou um volume maior de conteúdos -, a tendência é acabar pensando grande demais. Mas nem sempre quantidade significa relevância: no inbound marketing, os melhores resultados vêm de conteúdos de qualidade! E, para gerar qualidade, é preciso adequar os processos às suas necessidades e ao seu público.

  • conheça sua audiência: quem são seus clientes, o que eles procuram, como acessam informações;
  • conheça seus concorrentes: aprenda com o que está funcionando e adapte para a sua realidade e para o seu público, compartilhando o que mais agrega valor para sua estratégia;
  • encontre a linguagem e a frequência adequadas: usar humor ou dados nas suas mensagens podem ser formas de atrair mais leitores; tudo depende das características da sua persona.

Não se esqueça de considerar a sua estrutura interna, definindo quantos conteúdos sua equipe é capaz de produzir por período. Seja realista. Vislumbrar a construção de um arranha-céu pode ultrapassar seu orçamento e sua capacidade, assim como um plano de conteúdo muito volumoso pode se tornar inatingível.

Já sabe quem vai morar na sua casa? É hora de entender do que os moradores gostam para pensar nos tipos de cômodos que devem ser construídos. Uma boa opção é pensar em estruturas direcionadas e abrangentes. Um escritório, quartos customizados e áreas comuns que agradem a todos. Assim como na construção de uma casa, se você quer chamar a atenção da sua audiência, a definição do plano de conteúdo deve seguir três conceitos-chave:

  1. Variedade
  2. Inovação
  3. Ineditismo

Diversifique seu conteúdo para atingir diferentes perfis de público, encontre temas que fujam do comum e gere materiais inéditos.

Coloque tudo isso em um calendário. Prazos e periodicidade são essenciais para um processo de construção e para um plano de conteúdo. A partir de datas, você alinha as funções de todas as equipes envolvidas e consegue medir o que está em dia e o que precisa de mais empenho. Um calendário de conteúdos é o que permite evitar repetições de temas, encontrar datas oportunas para determinados assuntos e garantir a frequência das divulgações.

Defina líderes e monte uma equipe especialista. Os engenheiros e arquitetos da sua estratégia de inbound marketing serão os responsáveis por fazer o plano de conteúdo funcionar e gerar bons resultados. É importante contar com um mestre de obras que direcione o planejamento e acompanhe cada ação no dia a dia. Ter profissionais qualificados e alinhados à cultura da empresa também interfere diretamente na qualidade dos materiais criados.

Os tijolos da pirâmide de conteúdo

Se o conteúdo é a matéria-prima na construção do inbound, cada material produzido é um dos tijolos que vão compor a estratégia do marketing digital. Segundo Alicia, o plano de conteúdo pode considerar formatos diferentes para completar um planejamento abrangente. Artigos, infográficos, posts em redes sociais, vídeos, webinars: o marketing de conteúdo deve ser multicanal e chegar ao máximo possível de meios de divulgação a partir de um mesmo material, seguindo os objetivos e as necessidades do público.

Baseada em quantidade e frequência, a pirâmide tem a base composta por conteúdos que geram visibilidade e que precisam contar com um grande volume. São posts para blog, artigos voltados para uma audiência mais leve, posts compartilhados em redes sociais. À medida que o material vai ficando mais específico e especializado, a quantidade é reduzida e o conteúdo vai ficando mais direcionado.

No topo da pirâmide estão os materiais ricos: ebooks, análises e estudos, focados em um segmento específico da sua audiência e com assuntos mais extensos e estruturados. Infográficos e apresentações ficam no centro da pirâmide, com frequência e volume médios, complementando a estrutura diversificada que fundamenta o inbound marketing.

A estratégia de marketing da sua empresa de tecnologia já conta com um plano de conteúdo? Aqui no blog você encontra vários posts com dicas que podem te ajudar a estruturar e construir esse planejamento. Se tiver alguma dúvida, entre em contato conosco.

Christiana Lima
Jornalista e Relações Públicas, simpatizante do inbound marketing e apaixonada por tecnologia e inovação. Atuou com comunicação estratégica para empresas e entidades do segmento e integra o time de Assessoria de Imprensa da Dialetto.
Você também pode gostar
Como abordar inbound leads?
8 regras de UX que valem para o inbound marketing

Deixe um comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página web

Assine as publicações do blog

Cadastre-se e receba novidades sobre inbound marketing e sales para empresas de tecnologia

Obrigado! Você receberá nossos conteúdos em breve.